Buscar
  • Henrique Aiello

A importância da reserva financeira em momentos de crise!

Sabe aquele dinheiro guardado que pode salvar as contas no final do mês depois de um aperto? Pois é, este valor é o que se conhece como reserva de emergência ou reserva financeira.

É um valor importante que se guarda para momentos de eventuais necessidades e imprevistos que possam acontecer.


No Brasil, no entanto, a cultura de educação financeira ainda não é tão difundida, por isso milhões de brasileiros continuam sofrendo para pagar contas. Muitos deles, inclusive, sequer conseguem juntar dinheiro para esses momentos de necessidade.


Segundo pesquisa da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) divulgada em 01/10, metade dos consumidores brasileiros precisou recorrer ao crédito em agosto.

Nesta conta, entram empréstimos, financiamentos, crediário ou cartão de crédito. Mas o que isso significa? Que não só as pessoas não estão juntando dinheiro como estão cada vez mais se afundando em dívidas.


Quando não se tem uma reserva de emergência, tanto o presente quanto o futuro das empresas/famílias ficam comprometido. Esse é um dos erros que você precisa evitar


Qual deve ser o tamanho de uma reserva de emergência?


Isso vai depender muito de pessoa para pessoa e de seu padrão de vida.


Na média, a conta básica é de seis meses (sendo o mais recomendado de até doze meses) de despesas cobertas por esse montante. Então, caso uma pessoa tenha despesas médias na casa de R$ 5 mil por mês, isso significaria um total de R$ 30 mil na reserva de emergência, já alguém com despesas de R$ 10 mil mensais precisaria de R$ 60 mil guardados.


Porém, esse é apenas um arredondamento e varia bastante em cada caso. Funcionários públicos que contam com estabilidade maior no emprego, por exemplo, podem ter uma reserva de emergência menor, na casa de 3 a 4 meses de despesas pagas.


Já profissionais autônomos, como médicos ou dentistas, podem precisar de uma reserva maior, de 9 a 12 meses, uma vez que não contam com benefícios de empregados no regime CLT, como o FGTS, ou o aviso prévio.


Problemas no seu planejamento financeiro? Entre em contato com a gente!


#reservadeemergência #contabilidade #reservafinanceira



11 visualizações

© 2020 por AIELLO Contabilidade